Oito Anos de Os Deuses Mortos

VIII Oito Anos de Os Deuses Mortos

segunda-feira, 26 de março de 2012

O Ultimo Adeus a Chico Anysio

Uma das primeiras memórias que tenho sobre o humor foi aos cinco ou seis anos de idade, me lembro de passar as noites ao lado do meu pai ouvindo dois discos de vinil do Chico Anysio, na época ele fazia o que hoje se chama Stand up Comedy. Algumas piadas eu não entendia, outras eu ria por que eram proibidas para menores. Felizmente meu pai nunca fez parte deste bando de chatos que apoiam a censura.

Alguns anos depois eu passava noites em família assistindo a "Escolinha do Professor Raimundo" com meus pais, cada um deitado em um sofá rindo das piadas. Não importa o caminho que eu faça o Chico Anysio sempre esteve na minha infância. Talvez esteja começando este texto de forma muito sentimental, porém fica impossível não falar de uma perda sem estar embargado pelo saudosismo.

O que sempre admirei no Chico não era sua criatividade ou as 209 personagens criadas mas sim seu humor inteligente, ele quebrava o paradigma que empesteia o humor de hoje - se o humor é popular tem que ser simplista ou que o humor não pode ser inteligente pois o povão não entenderia. Chico provou o contrário. Seu humor era refinado, repleto de pequenas ironias, sutilezas que se faziam entender desde o intelectual até o mais simplório dos expectadores. Suas piadas funcionavam para os que gostam de uma reflexão crítica até aqueles que só querem rir.

O que dizer então de "Escolinha do professor Raimundo" - em reprise no Canal Viva ainda é muito engraçado, muitas vezes copiado porém nunca igualado. Com todo o respeito para Carlos Alberto de Nôbrega ou Sidney Magal mas eles não são o Chico Anysio. Vemos na escolinha um brilhante humorista fazendo escada - proporcionando a situação ideal para outro humorista brilhar. Sinal de humildade, que só tem quem é muito bom aceita fazer; apenas como curiosidade é mais difícil fazer escada do que contar a piada em si.

Chico tinha um outro lado, o humano, sua morte foi decorrência direta do cigarro. Fruto da vaidade ele queria ficar parecido com os galãs de Hollywood, para tanto Chico suportou a rejeição inicial ao cigarro, a ânsia de vômito e os enjoos "quanta burrice" disse ele após sua primeira internação. A doença dificultava seu trabalho, ele não podia andar pois se cansava facilmente. Mas consegui falar.

Após anos afastados da televisão o mestre retornou em um quadro pequeno no horroroso "Zorra Total" ao invés de ficar indignado, como era de se imaginar, ele ficou grato e feliz por fazer o que gostava, colocar o Chico no Zorra era como jogar pérolas aos porcos, mas ele não se importou o importante era fazer o que gostava, dividir sua experiência com os jovens e resgatar velhos humoristas esquecidos.

Adeus Chico Anysio e muito obrigado pelas risadas

quinta-feira, 22 de março de 2012

Lula Vs. FHC: Uma comparação entre o governo tucano e o petista

Segue a baixo uma comparação entre os dois governos o de Fernando Henrique Cardoso que vai do período primeiro de janeiro de 1995 a 1 de janeiro de 2003; Lula governou o país de 1 de janeiro de 2003 a 1 de janeiro de 2011.

A comparação entre governos foi feito em cima de bases estatísticas publicadas no livro "O Que Sei de Lula" de José Nêumane Pinto, publicados entre as páginas 361 e 368, sendo que todos os dados foram endossados pelo economista Roberto Macedo, professor aposentado da USP e vice-presidente da Associação Comercial.



Aumento da Dívida Pública

Governo FHCTeve um aumento de R$ 623,19 bilhões; foram pagos R$ 488,4 Bilhões sendo assim que em oito anos de governo a dívida pública ficou em R$ 134.79 bilhões e mais R$ 18 bilhões de resto a pagar. O orçamento - ou seja o dinheiro que o governo usava para pagar a dívida era de R$ 650,41 bilhões

Governo LulaNo mesmo período de oito anos a dívida pública aumentou 14 vezes chegando a R$ 1.9 trilhão e mais R$ 90 bilhões de restos a pagar. O orçamento - ou seja o dinheiro que o governo usava para pagar a dívida era de R$ 1.86 trilhão.

Conclusão: No mesmo período nossa dívida aumentou, enquanto no governo petista as dívidas não pagas (aquelas que estouram o prazo) mudaram de nome e foram chamadas de resto a pagar. É como se você tivesse suas contas e ao invés de pagar todas em dia deixasse para o mês que vem e pagasse tudo junto, porém com juros.

1 ponto para FHC

 

Salário dos Políticos

 

Governo FHC Nestes oito anos as pessoas que trabalham no governo recebiam todas juntas R$ 5.2 bilhões ao ano; as gratificações atingiram R$ 5.392 bilhões ao ano

Governo Lula
No governo Lula os políticos que trabalharam com ele passaram a ganhar, todas juntas, R$ 20.319 bilhões ao ano; as gratificações passaram a R$ 9.889 bilhões.

Conclusão: Sabe aquelas pessoas que ficamos chamando de ladrões e vagabundos? Eles passaram a ganhar mais, mais deles foram empregados e nós que pagamos seu salário.

1 ponto para FHC

Crescimento do brasil

Governo FHC Ao final de 2002 o PIB do brasil representava 2.92% do PIB mundial

Governo Lula Ao final de 2010 o PIB do brasil representava 2.90 % do PIB mundial

Conclusão: PIB é quanto de dinheiro que o país produz, assim quando vemos que o país cresceu estamos falando do PIB. O tal PIB mundial é a soma de tudo que é produzido no mundo. Assim o que todos os países produzem é igual a 100% aqui ambos os governos produziram praticamente o mesmo.

1 ponto para FHC e 1 ponto para Lula

Desenvolvimento humano

Governo FHC De tudo que foi arrecadado no brasil em quatro anos o governo de FHC investiu 0.83% ao mês em ações sociais o que resultou na melhoria da média social da população 1% ao ano.

Governo Lula neste mesmo período o governo lula investiu cerca de 0.64% de todo o dinheiro arrecadado pelo governo em ações sociais, rendendo uma melhoria na média social de 0.41%

Conclusão: o governo tucano investiu mais em ações sociais que o petista, o aumento na qualidade de vida se deu devido a criação do plano Real, cujo pai é FHC

1 ponto para FHC

Desigualdade Social

 

Governo FHC Segundo a ONU, que através do índice Gini avalia o nível de desigualdade social os oitos anos governados por FHC resultaram em uma melhora de 0.054 o nível de desenvolvimento humano foi de 0.053 o que fez com que o brasil ocupasse o número 63 dos países com melhor desenvolvimento humano no mundo

Governo Lula Segundo o mesmo índice Gini o nível de desigualdade social no governo Lula foi de 0.052, já o indice de desenvolvimento humano foi de 0.023 e o brasil terminou 2010 ocupando o número 75 no ranking dos países mais desenvolvidos.

Conclusão: No primeiro critério, o de desigualdade social os dois presidentes empataram, já no governo Lula o índice de desenvolvimento humano caiu o o brasil regrediu no combate a miséria.

1 ponto para Lula e 2 pontos para FHC

Consumo de carne e proteínas

 

Governo FHC No governo tucano aumentou 1.5% ao ano

Governo Lula No governo Lula o consumo de carne aumentou 0.66% ao ano

Conclusão: O plano Real permitiu ao brasileiro mais pobre comer carne e proteínas, que contribui para a melhor qualidade de vida. Os únicos descontentes com este dado são os vegetarianos e as vacas.

1 ponto para FHC

Aumento do Salário Mínimo

Governo FHC Em oito anos de governo o salário mínimo aumentou 185.71%

Governo Lula No mesmo período o salário mínimo aumentou 155%

Conclusão: Com a valorização da moeda, graças ao plano Real, o salário pode aumentar em ambos os governos, porém mais no período FHC.

1 ponto para FHC

Combate a pobreza

 

Governo FHC A diminuição da pobreza chegou a 11%

Governo Lula No mesmo período a diminuição da pobreza foi de 11%

Conclusão: Neste período ambos os governos foram igualmente eficazes no combate a miséria e a pobreza.

1 ponto para FHC e 1 ponto para Lula

Combate ao analfabetismo

Governo FHC O números de analfabetos no brasil diminuiu 3.3% em oito anos

Governo Lula No mesmo período o analfabetismo no brasil caiu 2.3% no governo Lula.

Conclusão: Este quesito ilustra a falência da educação brasileira a meu ver ambos os governos fracassaram pois 3.3% em oito anos é muito pouco.

1 ponto para FHC

Petrobras

Governo FHC Durante o governo de Fernando Henrique a petrolífera cresceu 10% ao ano e empregou 45 mil pessoas com 100 mil empregos terceirizados

Governo Lula No governo Lula a Petrobras cresceu 3% ao ano empregando 55 mil funcionários e mais 274 mil terceirizados.

Conclusão no governo Lula a Petrobras cresceu menos e contratou mais, logo seu prejuízo foi maior, segundo o economista chega a US$ 1 bilhão ao ano.

1 ponto para FHC

Crise financeira


Governo FHC Em oito anos o governo tucano enfrentou cinco crises diferentes: México, Ásia, Argentina, Rússia e Estados unidos

Governo Lula No mesmo período o governo Lula enfrentou apenas a crise financeira do mercado imobiliário americano.

Conclusão Apesar de enfrentar cinco crises diferentes e vir de um período de inflação o governo FHC acumulou mais melhorias do que o governo petista.

1 Ponto para FHC

Conclusão

Por esta análise direta e imparcial percebe-se que o governo FHC foi melhor que o governo Lula nos requisitos: pagamento da dívida pública; menor salário para os políticos; desenvolvimento humano; crescimento da Petrobras; diminuição da desigualdade social e combate a pobreza
Os dois governos se equivaleram nos quesitos combate a pobreza diminuição da desigualdade social e crescimento do brasil.
Lembram-se do economista Roberto Macedo citado lá no começo do tópico? Ele e José Nêumane Pinto concordam em dois pontos.
1) O mérito de Lula como presidente foi levar os programas iniciados por FHC para a camada mais pobre da população como o "bolsa família" já seu mérito como político foi ter usado o marketing para se apropriar dos resultados; algo que 10 entre 10 políticos o fazem.
2) Roberto usa a metáfora do peão para comparar os dois ex-presidentes: para um peão somar pontos no rodeio é necessário um boi bravo. Quanto pior o bicho melhor! Em oito anos de governo Lula montou apenas em bois mansos em parte pela "herança maldita" de FHC ser "benigna" - algo que Dilma concorda. Em sua única crise financeira o PIB caiu vertiginosamente; já FHC enfrentou cinco crises diferentes.


Placar Final:




















12 Pontos                                                                                                      3 Pontos

segunda-feira, 19 de março de 2012

Irmãs sensuais e outros tabus

Pegando carona nas irmãs Giselle e Jessica Corrêa fiquei imaginando o quão comum são membros da família que decidem quebrar o tabu e tirarem a roupa juntas. A final de conta a sociedade nos passa que o amor livre entre familiares é proibido Justamente por ser proibido que a coisa chama tanta atenção. Vejam alguns exemplos de irmãs (e outros familiares) que decidiram se divertir juntas.

Deisi e Sarah Teles
Tudo começou quando a Playboy anunciou em suas páginas que a revista procurava irmãs gêmeas para saírem em sua capa. As duas modelos, na época com 19 anos, se candidataram a capa da revista.

Mesmo sendo profissionais as duas disseram sentir vergonha no começo, depois com o clima sério do ensaio elas se soltaram. O mais interessante no entanto foi a temática da revista. Deisi e Sarah não eram famosas, nem estavam na mídia elas simplesmente eram gêmeas idênticas de genética perfeita, que decidiram encarar serem uma fantasia.

A fama delas foi repentina, da forma como começou terminou, hoje em dia elas sobrevivem na profissão se apresentando pelo brasil e em campanhas publicitárias.


Marilise, Líliam e Renata Porto
Onze anos antes das gêmeas Deisi e Sarah ficarem nuas a Playboy já tinha estampado sua publicação com estas trigêmeas. Hoje em dia poucos devem se lembrar delas, mas na época foi um sucesso e as moças apareciam em tudo que era programa. Sua beleza ajudava a lidar com o governo Collor.

Se hoje elas estão esquecidas muito se deve ao fator chatice as três não tinham nenhum talento em especial não cantavam, não atuavam, não faziam nada. Sua graça consistia em falarem sempre a mesma coisa e em serem lindas, idênticas e possuírem bundas maravilhosas.




Bia e branca Feres
As irmãs do nado sincronizado tiveram seu ápice durante o pan-americano do Rio de Janeiro muito bonitas e simpáticas elas chamaram a atenção nas prévias do evento. Evidentemente todos os brasileiros (menos as invejosas) torceram por elas. Sua fama lhes rendeu até uma entrevista no Jô Soares.

Extremamente dedicadas estas cariocas da gema treinam desde os três anos de idade oito horas por dia. Porém o assédio da mídia e uma capa da Revista VIP fizeram as meninas repensarem a carreira a final a total falta de incentivo ao esporte no brasil fez com que elas dividissem seu tempo entre o esporte e a carreira artística. Seu auge foi um programa na MTV e participações em novelas.



Talita e Tamires
Qual a melhor forma de comemorar o centenário da imigração japonesa? Segundo a revista Sexy fotografando estas duas irmãs. Na época com 19 aninhos as irmãs eram dançarinas. O curioso é que as duas foram criadas em casas separadas, quando seu pai foi trabalhar no Japão cada uma das moças morou com sua madrinha. A amizade surgiu posteriormente, o suficiente para trabalharem juntas na "Banda House Boulevard". Posteriormente elas revelaram que o ensaio só saiu porque posaram juntas.







Beatriz e Bianca
A primeira é uma diabinha, já a segunda é uma anjinha que se deixa levar pela tentação. Foi assim que as gêmeas do pornô foram apresentadas. Inspirados pela novela "Viver a Vida" a produtora Sexxxy foi atrás de duas irmãs que aceitassem filmar.

As duas ninfetinhas são lindas e abraçaram a ideia fazendo de tudo inclusive uma cena juntas. Porém o mais polêmico foi uma cena onde o suposto namorado de Beatriz fantasiava com Bianca durante o sexo. O sortudo teve a oportunidade de comer as duas. Mesmo assim as irmãs não emplacaram como musas do imaginário popular.




Citação honrosa

Helô Pinheiro e Ticiane
Mãe e filha foram protagonistas de uma das mais controversas capas da Playboy, beirando o mal gosto Ticiane - muito antes de ser a Sra. Roberto Justus se lançou no meio artístico pegando carona na fama da mãe, a eterna garota de Ipanema.

Na época más-línguas disseram que a mãe estava melhor que a filha, Helô pinheiro é e sempre será linda, não falo apenas de seu corpo, mas sua presença inspirou uma das músicas mais conhecidas no mundo e isto não é para qualquer uma.

Particularmente eu não gostei da ideia, porém ela casa perfeitamente com o tema deste poste, nada mais proibido do que a sexualidade entre mãe e filha por isto elas merecem uma citação especial. Helô ainda é a musa de Vinícius e Tom já Ticiane é uma respeitável mãe de família.






quinta-feira, 15 de março de 2012

Nos bastidores da queda: Andrés Sanchez vai substituir Ricardo Teixeira?

Os dias de Ricardo Teixeira na frente da CBF terminaram, oficialmente o ex-ditador sairia em 2015, um anos após o desastre anunciado da copa no brasil. O evento que prometia ser uma saída gloriosa só lhe trouxe desastres.

A ideia de Teixeira era sair da CBF e concorrer a eleição da FIFA sobre a bênção de João Avelange (seu padrinho político) porém investigações da BBC de Londres, sua entrevista na revista Piauí (que atraiu a ira da Globo), as matérias investigativas da ESPN brasil, revolta das torcidas, a indiferença da presidenta Dilma e a força política de Michel Platini azedaram seus planos.
Após oito anos de guerra declarada com o ex-presidente da república Fernando Henrique Cardoso Teixeira passou oito anos de amor intenso com Lula, seu principal elo de ligação com Lula foi (e ainda é) o atual diretor de seleções e ex-presidente do Corinthians Andrés Sanchez.
Em outra estratégia política Teixeira conseguiu articular na FIFA o rodizio de continentes para sedear a Copa:
O rodízio de continentes institui que a cada quatro anos a Copa será realizada em um continente diferente, sob a desculpa de promover o futebol, assim em 1994 a Copa foi nos EUA; 1998 na França; 2002 Japão-Coréia; 2006 na Alemanha; 2010 África do Sul e finalmente 2014 no brasil - inicialmente o brasil receberia a copa em 2010 porém com a falta de infraestrutura da África ficou decidido que a festa do continente negro ocultaria a lavagem de dinheiro na preparação da Copa.
Diferente da Alemanha que estava pronta para sedear a Copa à África do Sul começou do zero e teve muito dinheiro gasto com elefantes brancos e tiveram muitas pessoas ligadas a FIFA se dando bem. Este foi o teste, o brasil será o evento principal, sucedido pela Rússia. A FIFA e Teixeira não contavam com duas coisas: 1) a fúria inglesa por ter sido rejeitada em pró da Rússia e Qatar; 2) A arrogância de Teixeira.
Ricardo Teixeira provou que o peixe morre pela boca, após a sucessão presidencial a presidenta Dilma vêm se distanciando de Lula e seus trambiques (bom... Mais ou menos) e Teixeira se encontra neste balaio. O câncer de Lula o afastou da presidente que prepara o seu governo. Com esta Teixeira esteve acuado.
Na semana do carnaval o jornalista Juca Kfouri averiguou que Teixeira pediria demissão
 com a propagação deste "boato" e com o conselho de Sarney Teixeira voltou atrás, mas e agora que ele caiu? Quem assume é o membro mais velho na CBF José Maria Marim - mais conhecido por ter roubado a medalha do goleiro do Corinthians na final do Copa São Paulo de Futebol Juniores.
Acuado Teixeira permaneceu no cargo e tentou se blindar atrás de dois ex-jogadores Bebeto e Ronaldo, a popularidade dos craques estariam ocultando sua presença e distraindo a atenção de pessoas menos esclarecidas. Outro movimento de teixeira foi contratar André Sanchez para ser diretor de seleções.

Andrés Sanchez que ama o Corinthians
Mas por que o Andrés? Porque o ex-presidente do Corinthians é amigo pessoal de Lula e filiado ao PT desde sempre, Teixeira acreditou que Sanchez poderia ajuda-lo com Lula - este parece ter perdido parte de sua influência sobre Dilma, mas ainda é muito forte no cenário político. Porém Teixeira pode ter cometido um erro estratégico ele se esquece quem é Andrés Sanchez.

O atual diretor de seleções ama o Corinthians, pois foi através do time paulista que enriqueceu, já postei aqui seu dossiê mas posso resumir: Sanchés fundou sua primeira empresa após se associar ao PT e entrar no conselho do Corinthians, embora influente no time paulista sua popularidade e reconhecimento público eram pequenos até sua jogada de mestre trazer o Kia e a MSI ao brasil.

O fim da parceria MSI/Corinthians resultou na investigação criminal de Alberto Dualib e rebaixamento do Timão - já Andrés saiu como herói do amor corintiano e tornou-se o presidente de clube mais popular desde Vicente Matheus. Seu sucesso coincidiu com a aproximação com Teixeira. Sanchés, que ajudou Dualib a fazer negócio com a MSI e tem uma gravação onde combinava seu depoimento para a polícia federal com Dualib, foi totalmente e inexplicavelmente inocentado.

Agora se Sanchéz não pensou duas vezes em passar por cima de seu "amigo" para suceder a presidência do Corinthians ele realmente defenderia Teixeira com unhas e dentes ou usaria seu poder político para ficar bem na fita? Tudo mudou com a renúncia de Teixeira.

O ex-presidente da CBF não aguentou a situação, sua blindagem não foi suficiente e com ele foram juntos os planos de Sanchés. José Maria Marins é um desafeto público de Sanchés, o atual presidente afirmou que manterá os atuais dirigentes da CBF e o apoio de Ronaldo e Bebeto, porém a influência do ex-dirigente corintiano tende a diminuir. Se quiser mais poder Andrés vai ter que recomeças sua articulação, o que pode vir a partir de uma indicação de uma das federações estaduais filiadas a CBF. É esperar para ver.


segunda-feira, 12 de março de 2012

School Rumble e os tempos de colégio ou o saudosismo animado


School Rumble tem pelo menos duas grandes virtudes a primeira é ser uma série muito engraçada, daquelas que você chora de rir e fica com dor de barriga ao final de cada episódio; a outra virtude é o motivo deste tópico. O saudosismo que está por trás da série.

Embora School Rumble seja um anime voltado para o público adolescente ele é melhor apreciado por quem já passou desta faze (os adolescentes também vão adorar) por um simples motivo o ambiente do anime é completo. Fora a personagem principal (já falo dela) temos vários coadjuvantes que se alternam como destaques de cada episódio.

O anime se passa em uma classe de aula com o bad boy, a patricinha, a atleta, o nerd, o aluno que leva tudo a sério, o cara que só pensa em garotas e assim vai. O autor Jin Kobayashi reuniu todos os tipos sem estereótipos - apenas os necessários para dar graça ao programa, é neste ponto que vemos o saudosismo.

Notamos que ao descrever as crises da adolescência de maneira agradável, nós sorrimos saudosos ao ver School Rumble, por isto este anime seria mais apreciado por quem passou da adolescência, quem não teve amizades inesquecíveis? Amores não correspondidos? Correspondidos? Meteu-se em confusões e saiu das mesmas? Este é o tema de School Rumble.

Kobayashi aparenta ter saudades de sua juventude, existem duas maneiras de tratar nossas lembranças: como algo de valor inestimável que deve ser preservado para não se perder ou como algo importante guardado em uma caixa que abrimos eventualmente para ver o que tem dentro. O primeiro tipo gera medo de ser "quebrado" já o segundo gera sorrisos de prazer.

School Rumble é uma ode a saudades, Kobayashi transformou suas lembranças na classe de Harima e Tenma, protagonistas de uma das histórias de amor platônico mais enroladas da história dos animes, veja o "drama":

Harima era um cara briguento, vivia enrolado em confusões até conhecer Tenma, uma das personagens mais idiotas da história dos animes, a menina é uma porta, não conseguindo relacionar duas palavras ditas em um espaço de tempo de nove segundos.

Ao conhecer a anta... Digo Tenma, Harima decide mudar, ele deixa de ser um delinquente porém o mesmo não é lá muito esperto, incapaz de revelar seu amor o bad boy entra em confusões, transforma-se em um guru espiritual, vira um pescador em alto-mar e desenha mangás onde conquista sua amada (igual ao autor da série).

Por outro lado Tenma não faz a mínima ideia do amor de Harima, para piorar ela está apaixonada por um personagem sem personalidade, quase mudo que gosta de se fantasiar de kapa (um ser mitológico japonês) este garoto está apaixonado por Kury (uma comida indiana apimentada)! Tenma passa as duas temporadas tentando declarar seu amor.


Harima entre Yakumo Tsukamoto (direita) e Eri Sawachika (loirinha)
 as mais populares do colégio
Já Harima, cego por seu amor pela Tenma ignora completamente que outras duas garotas estão apaixonadas por ele, uma loirinha metida (e amiga de Tenma) além da irmã de sua amada - um detalhe é que as duas garotas são as mais populares do colégio e todos os homens a desejam. As coisas pioram para nosso herói quando Tenma tenta unir Harima com sua irmã. Acho que deu para entender qual é a do anime.

School rumble teve duas temporadas correspondentes aos dois primeiros anos do colegial; foi programado uma terceira temporada com uma estratégia de marketing inusitada interferiu na publicação do mangá: Juntamente ao último capítulo do mangá foi vendido um DVD com os dois últimos episódios do terceiro ano, que ainda seria produzido, porém os episódios não estavam a altura da série e o terceiro ano não emplacou. Uma pena.


quinta-feira, 8 de março de 2012

Pesquisa Datafolha: Serra sobe nove pontos e lidera pesquisa em São Paulo



O crescimento de Serra não é nenhuma surpresa. Nas pesquisas iniciais, ainda quando o tucano negava sua participação o colocavam em primeiro lugar. A participação de Serra nas eleições é dada como certo. Ninguém espera que José Anibal ou Trípoli ganhem as prévias. A candidatura de Serra trás possíveis ganhos e percas no PSDB.

Ganhos: A prefeitura de São Paulo é um cargo estratégico visando o palácio do Planalto, governar cidade e estado é fundamental parra arrecadar votos; com Serra prefeito e Alckmin governador as portas ficam abertas para Aécio Neves e quem sabem uma aliança entre tucanos mineiros e paulistas. Alckmin e Aécio acenam com esta possibilidade, o principal empecilho seria Serra.

Percas: Seria a segunda vez que José Aníbal abdicaria de uma candidatura em pró de outro nome, o PSDB corre o risco de perder um importante político, como aconteceu com Zulaê Cobra Ribeiro, outro risco é o de ficar datado como um partido de um único nome ficando assim atrás do PT que bem ou mal vem se renovando.

Voltando a pesquisa não é surpresa ver Serra arrancando desta forma a final ele é o candidato mais conhecido, segundo mesma pesquisa, 99% da população o conhece o que surpreende é que mesmo liderando a pesquisa na espontaneidade - ou seja aqueles que dizem votar nele sem ver os outros possíveis candidatos é de apenas 12% dos entrevistados.

Está muito cedo para fazer qualquer análise, porém a principal arma de seus adversários será a renúncia de Serra na primeira prefeitura. Quando votei em Serra para prefeito de São Paulo o fiz ciente que ele abdicaria, muitos não pensam assim segundo a pesquisa 66% acreditam que Serra irá se afastar da prefeitura em 2014 para concorrer a presidência contra 24% que não acreditam e 10% que não sabem - estes 10% podem encorpar os 66% e virarem votos contra José Serra.

A "boa notícia" para os tucanos é que 76% dos entrevistados sabem que Serra abandonou a prefeitura e mesmo assim ele lidera a prefeitura, sua rejeição caiu de 33% para 30%. Tais índices revelam que apesar do eleitorado não aprovar sua atitude estão dispostos a votarem nele.

O que os tucanos não podem fazer é ficarem animados pois Fernando Haddad tem muito a crescer ainda, mesmo estando em ultimo lugar, com 3% das intenções de voto, a campanha do PT tem sido muito boa (e a do PSDB muito ruim) com o apoio de Lula e o maior tempo na televisão o ex-ministro pode subir muito - apenas 10% associam seu nome ao de Lula.

A favor de Haddad está o fado de seus principais divisores do voto Netinho PC do B; Paulinho do PDT e Soninha do PPS tenderem a perder votos outro ponto favorável é se o PT conseguir tornar esta uma campanha entre Serra e Lula, onde o segundo, por seu populismo, leva vantagem.

Contra Haddad está o fato de marta Suplicy ainda não ter engolido a preferência de Lula por Haddad e pode apoia-lo apenas como uma obrigação partidária; uma das principais plataformas do petista é o PróUni, infelizmente para Haddad os universitários não são ignorantes como o povão do bolsa família e apenas 3% dos que tem curso superior votam nele outro fator negativo é que 41% do eleitorado o conhece - o número é expressivo e mesmo relativamente conhecido o candidato não dispara.

Dentre os "outros" o que mais chama atenção é Chalita do PMDB, que vem crescendo na pesquisa e tem o segundo maior tempo na televisão. Chalita consegue roubar votos de Serra e Haddad. O filósofo está em segundo lugar dentre os que tem ensino superior oscilando entre 16% e 26% (o primeiro é Serra que oscila entre 40% e 43%) ao mesmo tempo Chalita e Haddad tem formações e perfis muito parecidos porém o pemedebista está a frente das pesquisas e apesar do PMDB e do PT serem aliados no planalto Chalita é amigo pessoal de Alckmin e estaria mais próximo do PSDB de São Paulo do que do PT lulista.

Dos outros candidatos Russomano continua subindo nas pesquisas, foi de 17% para 19% ainda acredito que com o início da campanha sua popularidade caia e seus votos devem ir para Serra; Netinho vem caindo nas pesquisas e tem a maior rejeição de todos os candidatos 40% o mesmo deve acontecer com Paulinho do PDT - principal "papa-votos" de Haddad estacionado nos 8% e Soninha que não passa credibilidade ao eleitorado que a vê como "muito menininha" caiu para 7% já D´Urso do PTB e Levy Fidelix do PRTB somam 1% cada e em nada interferem na disputa.

A pesquisa Datafolha foi realizada entre os dias 1 e 2 de Março com 1.087 pessoas e a margem de erro é de 3 pontos para mais ou para menos.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Giselle e Jessica Corrêa

"Já fomos cantadas por mulheres"

Você já ouviu o dito popular "os homens preferem as loiras mas casam-se com as morenas?" aqui você não precisa escolher. Fiquem com Giselle, 21 (a loirinha) e Jéssica, 22 (a morena) duas deusas de corpo perfeito.

As irmãs começaram sua carreira como modelos, Giselle fez um clipe com o Capital Inicial, porém a exposição na mídia veio quando as duas assumiram ser Maria chuteira "nosso pai sempre nos levou para os estádios e a proximidade com os jogadores nos deixou com este fetiche", seu projeto inicial era entrar para o Guinness por ter invadido maior número de partidas de futebol, em seguida veio o convite da brasileirinhas com o filme "mamãe fiz pornô" - "Já tínhamos feito alguns trabalhos como modelo, quando a produtora nos procurou e fez a proposta, mas não aceitamos. Depois ficamos sabendo que a Carol (Miranda) tinha aceitado. Vimos que era um trabalho sério, que não teríamos problemas com doenças, e decidimos aceitar, até por que a grana era muito boa" explica Jéssica.


As duas são lindas, com corpos esculturais, tem cintura fina e silicone nos seios. Fica fácil de entender o assédio que elas passam no dia a dia. Giselle não gosta muito da "animação" dos homens "Às vezes, até no banco levo cantadas, e isso me incomoda um pouco, mas eu tento levar na esportiva". Por sua vez Jéssica diz não ligar.

As duas revelam serem cantadas até por mulheres "Sou a mulher mais cantada em boates gays. Como tenho muitos amigos homossexuais não me incomodo com isso" comenta Jéssica; já sua irmã é um pouco menos popular no gênero feminino "fui cantada na balada, mas foi tranquilo, eu falei que não gostava e ela saiu".

Embora muito parecidas as duas diferem em quatro paredes Gieslle é mais romantiquinha dizendo que homem para ela tem que ser fiel "gosto de muito carinho, nada de coisas brutas. Não gosto gosto de sexo anal". A loirinha tem uma fantasia um tanto diferente "Fazer amor na Torre Eiffel, em Paris". Sobre seus filmes ela resume como algo muito mecânico.

Já Jéssica é mais selvagem seu homem ideal é sincero, bonito de corpo, com sorriso lindo e sem frescura, a morena gosta de beijar na boca durante o sexo, diz ter aprendido algumas coisas com seus filmes "é legal fazer, se falar que não sinto prazer é mentira". A exemplo de sua irmã Jéssica também nutre uma fantasia interessante "Tenho vontade de fazer amor numa cama com um lençol branco e cheia de dinheiro".

As duas irmãs foram capa da revista Sexy. Cada uma delas teve um ensaio solo e dois ensaios ensaios com as duas juntas. Sobre os ensaios entre irmãs elas acreditam ser mais fácil de fazer do que se fosse com outra pessoa "É melhor do que fazer com desconhecido, a gente já se conhece, sabe como é que é" explica Jéssica.




























Jessica Correa Sexy Premium

Giselle Corrêa nua
Download da revista Sexy Premium

Abaixar a Sexy das duas

Segundo ensaio de Giselle Corrêa

Giselle e Jéssica Correa Making Off

Comunidade das duas no Orkut

Comunidade do Orkut da Jessica Correa

Comunidado no orkut Giselle Correa

Fã page no Facebook Jéssica Correa

Entrevista com Giselle e Jéssica Correa










quinta-feira, 1 de março de 2012

Vem ai a temporada de F1 2012

Em 1994 Galvão Bueno, no alto de sua sabedoria, disse "ai vem Rubens Barrichello!" estou esperando até hoje. Por que começar um tópico sobre a primeira temporada de F1 em 20 anos sem o Rubinho? Para comemorar oras! Chega de passar vergonha, chega de ver a tradição brasileira no automobilismo ser jogada no lixo, chega de ver o pessoal da globo inventando desculpas para a inaptidão da tartaruga Rubens.

Mas por que Rubinho foi descartado? Não foi nenhum choque de bom senso nos donos das equipes. A culpada, se é que podemos falar assim, é a crise financeira na Europa e donos de equipe passaram a dar preferência por quem trás mais patrocínio. Assim sendo temos dois tipos de equipes: as milionárias que lutam pelo título e mantiveram seus pilotos e as que sofrem com a crise e venderam uma ou as duas vagas de seus carros. Detalho a baixo cada uma das 12 equipes, seus pilotos e suas chances no campeonato.


Red Bull Renault

1 - Sebastian Vettel (Alemanha)

2- Mark Webber (Austrália)

Não tenho muito o que dizer sobre a Red Bull, a meu ver a equipe se mantém como favorita ao título com a combinação melhor carro e melhor piloto. Vettel, o atual bi campeão é favorito a levantar o caneco pela terceira vez consecutiva. A surpresa fica por conta de Webber o veterano está na Red Bull desde os primórdios da equipe, acredito que a gratidão esteja mantendo seu emprego.

Em 2010 o australiano lutou pelo título até a ultima corrida, já em 2011 ele teve um desempenho medíocre. Se em 2010 Webber teve seu "canto do cisne" em 2011 as coisas voltaram ao normal. Vamos ver o que ele faz este ano.


McLaren Mercedes

3- Jason Button (Inglaterra)

4- Lewis Hamilton (Inglaterra)

A segunda melhor equipe do campeonato pode conseguir uma surpresa e dar o título a um de seus pilotos, porém o mais provável é que o time lute pelo título de construtores. Para isto eles contam com Jason Button, sou fã dele, e o porra loca do Hamilton.

A dupla de pilotos "puro-sangue" se complementa Button é cerebral, estrategista o inglês faz de cada corrida um jogo de xadrez Na primeira vez em que teve um carro decente nas mãos ele conquistou o campeonato, tornando-se o piloto mais velho a sagrar-se campeão do mundo.

Já Lewis Hamilton é visivelmente talentoso, igualmente campeão do mundo, lhe falta cabeça, 2011 foi marcado por pataquadas, acidentes e polêmicas. Vamos ver como ele volta em 2012.

Ferrari

5- Fernando Alonso (Espanha)

6- Felipe Massa (brasil)

A scuderia mais tradicional da fórmula 1 sonha em voltar aos tempos de glória, para isto conta com um dos três melhores pilotos da atualidade Fernando Alonso que consegue tirar leite de pedra, mesmo não sendo favorito o espanhol pode beliscar o título. Nunca duvidem de Alonso.

Por sua vez Massa pode estar se despedindo da Ferrari, e por consequência da possibilidade de guiar para uma grande equipe, as duas ultimas temporadas do brasileiro foram medíocres, tirando a teoria da conspiração Ferrari/Alonso Massa vem devendo e muito, tendo o rendimento abaixo da média, desde que sofreu aquele acidente com a mola do carro de Rubinho.


Mercedes

7- Michael Schumacher (Alemanha)

8- Nico Rosberg (Alemanha)

Existem duas formas de se encarar a Mercedes como uma equipe nova que vem se desenvolvendo e como uma milionária que está devendo resultados. A última das quatro milionárias tem recursos e pessoal experiente para buscar algo mais. Ross Brawn, diretor da equipe, tem um currículo invejável. Schumacher não é mais o mesmo porém consegue fazer mais.

Eu diria que o principal problema da equipe está no regulamento Brawn sempre foi campeão explorando as falhas e duplas interpretações dos regulamentos, em dois anos ele ainda não conseguiu dar o "pulo do gato". Outro ponto negativo é a falta de fé da equipe em Rosberg.

O jovem piloto alemão tem capacidade para ser um dos maiores, porém falta alguma coisa, talvez um carro a altura de seu talento. Quem sabe se o trio Brawn-Schumacher-Rosberg se acertarem a Mercedes não se sagra campeã é difícil mas pode acontecer.


Lotus Renault

9- Kimi Raikkonen (Finlândia)

10 - Romain Grosjean (Francês)

A Lotus é a maior das menores, herdeira da primeira Lotus a equipe preta ainda se ressente pela incapacidade de Robert Kubitza em pilotar, a escolha para substituí-lo é no mínimo inusitada Raikkonen é o orgulhoso detentor do título de campeão mais questionado da história. Grande zebra daquele ano o finlandês sagrou-se campeão após Alonso e Hamilton se estranharem.

Como se não bastasse o título de "azarão" Haikonen sagrou-se campeão na fase decadente de sua carreira, um ano depois o finlandês não chegou nem perto do título e abandonou a F1 por falta de equipes interessadas.

O outro piloto é uma incógnita Grosjean é suíço, mas apadrinhado como francês, piloto de testes da falecida Renout o "quase francês" teve sua chance com um carro muito ruim e não pode demonstrar nada. O embrolho sobre sua pátria mãe se dá por sua herança familiar, por seu talento demonstrado nas categorias de base e pela falta de bons pilotos franceses na Fórmula 1. Grosjean só está na Lotus por que conseguiu patrocinadores suficientes para isto.

Force India Mercedes

11 - Paul di Resta (Inglaterra)

12 - Nico Hülkemberg (Alemanha)

A Force India é a antiga Minardi, comprada por empresários indianos, se comparada com outras equipes a Force india é o time que mais se desenvolveu, muito se deve a quantidade de dinheiro investida. Não será surpreendente se a scuderia indiana superar a Lotus e até a Mercedes nesta temporada.

Sobre seus pilotos não posso dizer muita coisa: di Resta surgiu muito bem ano passado, agora em sua segunda temporada na equipe, mais acostumado com o carro o jovem inglês poderá se confirmar como realidade ou não.

Hülkemberg deixou uma bela impressão em 2010, sua temporada de estreia na F1 pela Willians e ganhou o troféu de injustiçado ao ser substituído pelo venezuelano Pastor Maldonado e seu rico patrocinador - o governo da Venezuela. Hülkemberg tem mais uma chance de se confirmar como realidade. No momento ambos os pilotos são boas promessas.

Sauber Ferrari

14 - Kamui Kobayashi (Japão)

15 - Sergio pérez (México)

A trajetória da Sauber é curiosa, ela começou na Fórmula 1 com o apoio da Mercedes, após um acordo de cavalheiros a distribuidora mudou-se para MaLaren e a Sauber peregrinou até conseguir os motores Ferrari. A equipe acabou sendo comprada pela Toyota, quando os japoneses finalmente colhiam os frutos do trabalho dura a montadora abandonou a categoria. Peter Sauber comprou novamente sua equipe.

O fato é que Peter Sauber sempre teve medo de arriscar, a Sauber era cotada como uma equipe que tinha tudo para ser grande e conquistar títulos exceto o pensamento grande. Seu dono se contentava em ter um time médio. Seus pilotos formam uma dupla interessante Pérez é rápido e inconstante já Kobayashi é piloto da Toyota, apesar de apadrinhado o japonês é bom já merecendo o título de melhor oriental da F1. O que pode não parecer muita coisa porém este japa é talentoso.

Toro Rosso Ferrari

16 - Daniel Ricciardo (Austrália)

17 - Jean-Eric Vergne (França)

A Toro Rosso é uma equipe satélite, seu objetivo é revelar pilotos para a Red Bull e nada mais, não esperem muita coisa dos touros vermelhos italianos. Seu principal mérito é também seu principal motivo de vergonha. Sebastian Vettel foi revelado pela Toro Rosso e conquistou sua primeira vitória pela equipe italiana.

A primeira vitória da Toro Rosso veio antes da primeira vitória da Red Bull o que provocou um mal-estar nas duas equipes e o orçamento da Toro Rosso foi diminuído. Seus dopis pilotos são estreantes, precisamos ver o que eles podem fazer. A antiga dupla foi demitida por nenhum deles ser capaz de ser um piloto de ponta.

Williams Renault

18 - Pastor Maldonado (Venezuela)

19 - Bruno Senna (brasil)

Se vocês procurarem decadência no dicionário vão encontrar a foto da Willians ao lado. A equipe que em outros tempos foi campeã absoluta e principal força da Fórmula 1 é hoje uma nanica que vendeu suas duas vagas. Não dá para se ter a mínima ideia do que a Willians pode fazer.

Maldonado não teve muita chance de mostrar do que é capaz, sua entrada na F1 ocupando o lugar de Hülkemberg devido aos petrodólares de Hugo Chávez fez com que muitos torcessem o nariz para o venezuelano, o fato de ter andado na frente do Rubinho ano passado não diz nada a seu favor.

Já Bruno Senna por sua vez conseguiu uma vaga graças aos empresários brasileiros e a crise na Europa. Sua estreia na F1 foi na pior equipe possível, ele fez muito em conseguir largar, ano passado ele disputou meia temporada pela Lótus onde foi elogiado pelos mecânicos mas somou apenas 4 pontos. Se Bruno conseguir fazer duas temporadas na Willians podemos avaliar seu real talento.

Caterham Renault

20 - Heikki Kovalainen (Finlândia)

21 - Vitaly Petrov (Rússia)

A Caterham é a antiga Lótus, seu dono malaio comprou os direitos pelo nome da scuderia, ano passado tivemos duas equipes com o mesmo nome e agora o malaio perde o direito de usar o nome Lótus. Uma das três equipes a usarem o teto orçamentário - onde se gasta gasta muito menos que as demais e rende muito menos também. A Caterham é a melhor das piores, única a possuir um motor tradicional.

O piloto finlandês é aquela promessa que não vingou, Kovalainen chegou a ter uma vaga na McLaren, sendo escolhido para substituir Fernando Alonso, porém resultados medíocres o fizeram perder a vaga entre grandes equipes; já Petrov é uma figura, patrocinado pelo governo russo Petrov está sempre acompanhado de sua mãe nas corridas. Piloto lento e insignificante ele é mais um que comprou uma vaga.
HRT Cosworth

22 - Pedro de la Rosa (Espanha)

23 - Narain Karthkeyan (Índia)

A HRT era até ano passado a pior equipe da categoria e deve continuar assim. Seus dois pilotos são o veterano inexpressivo Pedro de la Rosa e o indiano Karthkeyan. O primeiro está ai supostamente para levar sua experiência e ajudar a scuderia a crescer porém de la Rosa tem experiência em andar devagar e perder.

Já Karthkeyan estava na primeira dupla de equipe com Bruno Senna, sendo afastado por deficiência técnica, agora o indiano está de volta, ele deve ter patrocinadores mas não tão fortes assim.

Marussia Cosworth

24 - Timo Glock (Alemanha)

25 - Charles Pic (França)

A Marussia é a antiga Virgin, a equipe não passou nos padrões de segurança e vai estrear sem ter feito nenhum teste. Não devemos esperar nada dela. Sobre seus dois pilotos: Glock é uma mistura de piloto sem grandes patrocinadores e promessa que não vingou. O alemão pode não ser genial mas também não é para tanto. Já Pic faz sua estreia na categoria em uma equipe impossível de mostrar algum serviço.



A temporada começa dia 18 de Março no GP da Austrália com transmissão as 3h da manhã. Veja a baixo a relação de pontos ganhos por cada posição de chegada:


1º lugar – 25 pontos
2º lugar – 18 pontos
3º lugar – 15 pontos
4º lugar – 12 pontos
5º lugar – 10 pontos
6º lugar – 8 pontos
7º lugar – 6 pontos
8º lugar – 4 pontos
9° lugar – 2 pontos
10° lugar – 1 ponto





"Os Deuses Mortos" Oito Anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...